Cryfs - criptografando arquivos na nuvem

Privacidade. Nem preciso dizer que isto é um foco dos posts deste blog. E um dos grandes problemas que temos hoje, é o tal de governos tentarem de todo jeito atacar nossas liberdades.

Eu tenho esta postura. Pode incomodar mas é meu foco. Não é a toa que eu a anos sou usuário do Protonmail ( e estou louco para que eles criem logo o serviço de hospedagem de arquivos ) pois eles tem um foco enorme no ataque a nossas liberdades. Começam com desculpas como fake news e depois mostram suas garras ( e nem é difícil achar exemplos disto hoje em dia ).

Como ainda não temos muitos serviços de nuvem que respeitem nossa privacidade, como o Mega que pelo menos criptografa os nossos dados, usar ferramentas para criptografar os arquivos antes de enviá-los para a nuvem se torna mais que necessário.

E o CryFS vem para nos ajudar nisto. E o que é o CryFS?

O CryFS é um sistema de arquivos criptográfico. Ele foi projetado para uso com armazenamento em nuvem, principalmente Dropbox, embora funcione com outros provedores de armazenamento também.

O CryFS criptografa não apenas os arquivos no sistema de arquivos, mas também metadados, tamanhos de arquivos e estrutura de diretórios. E este é o ponto interessante. Mantém curiosos longe dos seus arquivos críticos, que você não quer que seja visualizado por nenhuma corporação, governo ou até, alguém que venha a entrar na sua conta.

Para instalar o CryFS no Fedora, que é o meu atual sistema operacional em pesquisa ( acabei achando na Fedora Magazine ), é só usar os dois comandos abaixo.

sudo dnf copr enable fcsm/cryfs

sudo dnf install cryfs

E caso você use Ubuntu ou Debian :

sudo apt install cryfs

Instalado iremos agora usar o CryFS no nosso sistema operacional.

Apesar de estar exemplificando aqui com o Dropbox eu, hoje, utilizo muito mais o NextCloud e, por sinal, funciona muito bem. Tudo aqui foi feito no Linux. Caso você use Windows só tenho a lamentar, porque dados seus na nuvem serão o último problema da sua privacidade. Comce pelo seu sistema operacional.

Portanto o comando para usar o seu diretório criptografado dentro do Dropbox é :

$ cryfs Dropbox/CryFS CryFS

Caso o diretório CryFS não exista o próprio comando irá criá-lo. E durante o caminho você irá criar a senha para o acesso dos seus dados.

Portanto, guarde-a, ou seus dados estarão para sempre perdidos.

Feito isto, podemos começar a usar o diretório, onde vamos criar nosso primeiro arquivo.

$ touch CryFS/ArquivoNovo.txt

Vamos ver se o arquivo existe mesmo:

$ ls CryFS/ArquivoNovo.txt CryFS/ArquivoNovo.txt

$ file CryFS/ArquivoNovo.txt CryFS/ArquivoNovo.txt: empty E que tal olhar dentro do Dropbox ?

$ ls Dropbox/CryFS/ 204 460 cryfs.config

E para desmontar seu diretório :

$ cryfs-unmount /home/ataliba/CryFS/

Com isto dá para pelo menos deixar nossos arquivos menos visíveis para o mundo. E manter o pouco de privacidade que ainda temos, ou melhor, os dados aos quais temos controle. Pois o resto está na mão de grandes corporações ou governos sujos.

comments powered by Disqus